quarta-feira, 12 de setembro de 2012

 
 
© rafa, lisboa, 2012
 
 
Minha alma procura-me
 Mas eu ando a monte,
 Oxalá que ela
 Nunca me encontre.

Ser um é cadeia,
 Ser eu é não ser.
 Viverei fugindo
 Mas vivo a valer.
 
Fernando Pessoa
 
 

2 comentários:

  1. Aqueles dois vultos estão no lugar certo, com a luz certa... Tão bonita, Rafa.

    ResponderEliminar